top of page

O papel do RH no ESG

“Não basta estar comprometido(a) com a mudança, é preciso ser a mudança que se quer ver no mundo”. Essa frase icônica de Mahatma Gandhi nos convida a refletir sobre a importância do papel do RH no ESG (sigla em inglês para meio ambiente, social e governança).

Para muitas empresas, o ESG é visto como um diferencial competitivo, algo que agrega valor e que pode ser uma forma de se destacar em um mercado cada vez mais exigente e consciente. Entretanto, para ser realmente efetivo, o ESG precisa estar enraizado na cultura da empresa, desde a alta direção até o nível operacional. E é exatamente neste contexto que que o RH entra em cena.


O papel do RH no ESG vai muito além de apenas contribuir de maneira assertiva com a contratação de pessoas com habilidades técnicas. É preciso buscar colaboradore(a)s que estejam alinhado(a)s com a cultura da empresa, que compartilhem dos mesmos valores e que estejam disposto(a)s a colaborar para a construção de um mundo mais sustentável e justo.


Isso implica em um processo seletivo mais robusto e criterioso, que leve em consideração não apenas as habilidades técnicas, mas também as habilidades comportamentais e os valores pessoais. Além disso, o RH também precisa investir na capacitação e desenvolvimento desses colaboradore(a)s, de forma a garantir que estejam preparado(a)s para atuar em um ambiente cada vez mais complexo e desafiador.


A comunicação constante e efetiva é também um importante papel assumido pela área de RH sobre a ótica do ESG. É necessário garantir que toda a equipe esteja ciente das práticas e objetivos da empresa em relação ao ESG, e que estejam engajado(a)s nesse processo. Afinal, a mudança só pode acontecer se houver a colaboração de todos os envolvidos.


Para além, o RH também deve estar atento(a) a questões como diversidade e inclusão, igualdade de gênero e oportunidades de desenvolvimento para todos os colaboradore(a)s, independentemente de raça, gênero ou orientação sexual. Afinal, o ESG não se resume apenas a questões ambientais, mas também sociais e de governança.


Por fim e não menos importante cabe ressaltar que o papel do RH no ambiente de ESG não se restringe apenas às questões internas da empresa. É preciso também estar atento(a) às demandas da sociedade e do mercado, e buscar formas de contribuir para um mundo mais sustentável e justo, seja por meio de parcerias com organizações sociais ou projetos que impactem positivamente a comunidade.


Diante dessa realidade podemos afirmar que o RH, dentre os seus múltiplos papéis, assume grande relevância dentro do ESG aja vista que as suas entregas contribuem para a construção de um mundo mais sustentável e justo. É preciso investir na contratação, capacitação e desenvolvimento de colaboradore(a)s que estejam alinhado(a)s com a cultura e valores da empresa, garantir a comunicação e engajamento de toda a equipe, promover a diversidade e inclusão, e estar atento(a) às demandas da sociedade e do mercado. Só assim será possível ser a mudança que se quer ver no mundo.


11 visualizações0 comentário

Komentar


Post: Blog2_Post
bottom of page